SEDE: Rua Libero Badaró, 158 - 1°Andar - Centro / São Paulo - SP | CEP 01008-000 | Fone: 3107.2767 Fax: 3101.1685

27/08/2015

Londrina faz operação "Demitiu, Parou" no Bradesco, Itaú e Santander

 
Crédito: Seeb Londrina
Seeb Londrina Bancos fecharam 5.864 postos de trabalho no País entre janeiro e julho

Os bancários de Londrina realizam nesta quinta-feira (27)uma tripla operação "Demitiu, Parou ", que atinge agências dos três maiores bancos privados do país. Os protestos ocorrem na agência do Bradesco localizada na Avenida Higienópolis, no Itaú em Uraí e Santander em Rolândia.

Apesar de estarem em curso as negociações com os bancos em torno das reivindicações da categoria, cujo tema emprego é uma das principais discussões com a Fenaban, os cortes têm sido feitos sem a menor cerimônia.

"Mais uma vez, Bradesco, Itaú e Santander faltam com respeito aos seus funcionários, ao diálogo com o movimento sindical e também com a sociedade, que paga, caro, duas vezes por tamanha ganância. Primeiro, porque as demissões resultam na redução de pessoal para prestar atendimento e, segundo, porque com essa política os bancos ampliam os números do desemprego no país", aponta Regiane Portieri, presidenta do Sindicato dos Bancários de Londrina.

Regiane lembra que a PEB (Pesquisa do Emprego Bancário), feita pela Contraf-CUT, em parceria com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), mostrou que nos primeiros sete meses deste ano os bancos fecharam 5.864 postos de trabalho. Juntos, estes três bancos tiveram um lucro de R$ 24 bilhões no primeiro semestre de 2015.

"Isso mostra que eles são uns verdadeiros exterminadores de empregos. Não podemos admitir que o setor mais lucrativo da sociedade aja assim, promovendo demissões em massa somente para ampliar ainda mais seus lucros exorbitantes", critica a presidenta do Sindicato.

Fonte: Seeb Londrina
web80.com
Jornal Brasil Atual
AO VIVO


Vídeo